4 de outubro de 2011

Pr. Pedro Santa Inês: Ex-executivo da Xerox Lança Livro que Usa Bíblia p...

Pr. Pedro Santa Inês: Ex-executivo da Xerox Lança Livro que Usa Bíblia p...: O vice-presidente de operações da Xerox Corporation, Gary Blackard, acaba de publicar um livro entitulado “A Lei da Relevância no Local de...

21 de setembro de 2011

Veredas antigas

Veja as imagens dos slides da mensagem ministrada nesta Terça-feira, no culto de doutrina da nossa Igreja...

Clique aqui http://pedrosantaines.blogspot.com/2011/09/veredas-antigas.html



20 de setembro de 2011

Ainda Sou do Tempo

"Ainda sou do tempo em que ser crente era motivo de críticas e perseguições. Nós não éramos muitos, e geralmente éramos considerados ignorantes, analfabetos, massa de manobra ou gente de segunda categoria. Os colegas da escola nos marginalizavam. Os patrões zombavam de nós. A sociedade criticava um povo que cria num Deus moral, ético, decente, que fazia de seus seguidores pessoas diferentes, amorosas, verdadeiras e puras. Não era fácil. Mas nós sobrevivemos e vencemos. Sinto falta daquela perseguição, pois ela denunciava que a nossa luz era de qualidade, e ofuscava a visão conturbada de quem não era liberto. E, por causa dessa luz, muitos incrédulos foram conduzidos ao arrependimento e à salvação. Mas hoje é diferente.

Ainda sou do tempo em que os crentes não tinham imagens em suas casas, em seus carros ou como adereços de seus corpos. Nós não tatuávamos os nossos corpos e nem colocávamos "piercings" em nossa pele. Críamos que os nossos corpos eram sacrifícios ao Senhor, e que não nos era lícito maculá-los com os sinais de um mundo decadente, um deus mundano e uma cultura corrompida. Dizíamos que tatuar o corpo era pecado. Não tínhamos objetos de culto em nossas igrejas. Aliás, esse era um de nossos diferenciais: nós éramos aqueles que não admitiam imagens em lugar algum. Mas hoje é diferente.

Ainda sou do tempo em que pornografia era pecado. Nós não considerávamos fotos eróticas ou filmes pornô um "trabalho profissional", mas uma prostituição do próprio corpo e uma corrupção moral. Ao nos convertermos, convertíamos também os nossos olhos, e abandonávamos as revistas pornográficas, os cinemas de prostituição e os teatros corrompidos. Os que eram adúlteros se arrependiam e pagavam o preço do que fizeram, e começavam vida nova. Os promíscuos mudavam seu comportamento e tornavam-se santos em todo o seu procedimento. Nós, os adolescentes, deixávamos os namoros e os relacionamentos orientados pelos filmes mundanos, e primávamos por ser como José do Egito, que foi puro, ou o apóstolo Paulo, que foi decente. Mas hoje é diferente.

Ainda sou do tempo em que nos vestíamos adequadamente para o culto. Aliás, além do nosso testemunho moral, nós nos identificávamos pelas roupas. Se pentecostais, usávamos roupas sociais bastante formais, e éramos conhecidos aonde quer que íamos, pois ninguém mais se vestia tão formalmente assim em pleno domingo à tarde. Se de outras denominações, como eu, não chegávamos a esse extremo, mas nos trajávamos socialmente, com o melhor que tínhamos, dentro de nossas possibilidades, porque críamos que, se íamos prestar um culto a Deus, a ocasião nos exigia o melhor, e buscávamos dar o melhor para Deus. Era a famosa "roupa de missa", "roupa de igreja". Mesmo pobres, tínhamos o melhor para Deus. E sempre algo decente: camisas sociais, calças bem passadas, um sapato melhor conservado, um blaizer ou uma blusa bem alinhada. As mulheres usavam seus melhores vestidos, suas melhores saias e seus conjuntos mais femininos. Mas hoje é diferente.

Ainda sou do tempo em que nossos hinos falavam de Cristo e da salvação. Cantávamos muito, e nossas músicas não eram tão complexas como as de hoje. Mas todos acabávamos por decorá-las. Suas mensagens eram simples e evangelísticas: "foi na cruz, foi na cruz", "andam procurando a razão de viver"; "Porque Ele vive, posso crer no amanhã", "Feliz serás, jamais verás tua vida em pranto se findar", "O Senhor da ceifa está chamando"; "Jesus, Senhor, me achego a ti", "Santo Espírito, enche a minha vida", "Foi Cristo quem me salvou, quebrou as cadeias e me libertou", etc. Não copiávamos os "hits" estrangeiros, ou as danças mundanas, mas buscávamos algo clássico, alegre, porém, solene. E dançar o louvor? Jamais! Não ousávamos, nem queríamos; nunca soubéramos que o louvor era "dançante"; as danças deixamos em nossas velhas vidas mundanas. Porém, mesmo não as tendo, éramos alegres e motivados. Mas hoje é diferente.

Ainda sou do tempo em que as denominações e igrejas tinham personalidade. As denominações eram poucas e bastante homogêneas. Sabíamos que a Assembléia de Deus era pentecostal e usava indumentária formal; os presbiterianos eram os melhores coristas que existiam; os adventistas tinham uma fé estranha, numa profetisa semi-contemporânea, mas tinham os melhores quartetos masculinos; os melhores solistas eram batistas, etc. Nossas liturgias eram bastante diferentes: os conservadores eram formais, seus cultos silenciosos, enquanto um orava, os outros diziam amém. Já os pentecostais oravam todos ao mesmo tempo e cantavam a Harpa Cristã. Nós nos considerávamos irmãos, não há dúvida. Mas tínhamos personalidade. Hoje tudo é diferente.

E eu não sou velho! Isso tudo não tem 26 anos ainda! Na década de 80 ser crente era ser assim! Meu Deus, como o mundo mudou! Como a chamada Igreja Evangélica se deteriorou! Hoje eu sinto vergonha de ser considerado evangélico!

Hoje é moda ser crente, ou melhor, "gospel". Você é artista pornô, mas é crente. Você é do forró pé-de-serra, mas é crente. Você é ladrão, mas é crente. Você é homossexual assumido, mas é crente. Não importa a profissão, o comportamento, a moral, a índole, ser crente é apenas um detalhe. Aliás, dá cartaz ser crente: hoje muitos cantores "viram crentes" pra vender seus CD's encalhados, pois o "povo de Deus" compra qualquer coisa. Não há diferença entre o santo e o profano, o consagrado e o amaldiçoado, o lícito e o proibido, o justo e o injusto. Qualquer coisa serve. O púlpito pode ser uma prancha de surf, uma cama de motel ou um palanque eleitoral; a forma não importa. Ser crente é apenas um detalhe, uma simples nomencalatura religiosa.

Hoje os crentes tatuam as suas peles, mesmo sabendo que a Bíblia condena o uso de símbolos e marcas no corpo de quem se consagra a Deus. Criamos nossos próprios símbolos, nossos próprios estigmas e nossas próprias tribos. Hoje há denominações que dão opções de símbolos para que seus jovens se tatuem. O "piercing" deixou de ser pecado, e passou a ser "fashion", e está pendurado na pele flácida de roqueiros evangélicos e "levitas" das igrejas, maculando a pureza de um corpo dedicado ao Deus libertador. Mulheres há que enchem seus umbigos e outras partes de pequenas ferragens, repletas de vaidade e erotismo mundano, destruindo, assim, qualquer padrão cristão de consagração corporal. Meninos tingem seus cabelos de laranja, e mocinhas destróem seus rostos com produtos, pois agora todo mundo faz, e "Deus não olha a aparência". (Ainda bem, pois se olhasse, teria ânsia de vômito...)

Hoje ir à igreja é como ir ao mercado ou às barracas de feira e de artesanato: um evento efêmero, informal, meramente turístico. Não há mais cuidado algum no trajo cultuante. Rapazes vão de bermudas, calções (e, pasmem os senhores, de sungas!), até sem camisa, porque Deus não é "bitolado, babaca ou retrógrado". Garotas usam suas mini-saias dos "rebeldes" e exibem umbigos cheios de "piercings", estrelinhas e purpurinas pingando dos cabelos e roupas, numa passarela contínua do modismo eclesiástico. Se alguém ainda vai modestamente ao culto, seja jovem, seja velho, ou é "novo convertido", ou é "beato". É típico encontrarmos pastores dizendo aos "engravatados": "Pra que isso, irmão? Vai fazer exame laboratorial?" E, continuamente, vão demolindo qualquer alicerce de reverência e solenidade para o ato do culto.

Hoje as nossas músicas pouco falam de Cristo. Somos bitolados por um amontoado de "glórias", "aleluias", "no trono", "te exaltamos", "o teu poder", etc. Misturamos essas expressões, colocamos uma pitada de emoções, imitamos os ícones dos megaeventos de louvores, e gravamos o nosso próprio cd, que, de diferente, tem a capa e o timbre de algumas vozes, talvez alguns instrumentos, mas, no mais, não passam de cópias das cópias das cópias. E Jesus? Ah, quase nunca o mencionamos, e, quando o fazemos, não apresentamos qualquer noção do que Ele é ou representa para o nosso louvor. Não falamos mais que Ele é o caminho, a verdade e avida, não o apresentamos como Senhor e Salvador, não informamos ao ouvinte o que se deve fazer para tê-lo no coração, apenas citamos seu nome ou dizemos um aleluia para ele.

Hoje, entrar em uma igreja é como ter entrado em todas: é tudo igual. O mesmo sistema, as mesmas cantorias, a seqüência de eventos, os rituais emocionais, as pregações da prosperidade, de libertação de maldições ou de mega-sonhos "de Deus" (como se Deus precisasse sonhar, como se fosse impotente ou dependente da vontade humana). Transformamos nossas igrejas em filiais de uma matriz que não sabemos nem aonde fica, mas que se representa nas comunidades da moda. Não há mais corais, não há mais solistas, não há mais escolas dominicais fortes, não há mais denominações com características sólidas, não há mais nada. Tudo é a mesma coisa: uma hora e meia de "louvor", meia hora de "ofertas" e quinze minutos de "pregação", ou meia hora de "palavra profética e apostólica". Que desgraça!

Hoje trouxemos os ídolos de volta aos templos: são castiçais, bandeiras de Israel, candelabros, reproduções de peças do tabernáculo do velho testamento, bugigangas e quinquilharias que vendemos, similares aos escapulários católicos que tanto criticávamos. Hoje não nos atemos a uma cruz sem Cristo, simbólica apenas. Hoje temos anjinhos, Moisés abrindo o Mar Vermelho, Cristo no sermão da Montanha. O que nos falta ainda? Nossas bíblias, para serem boas, têm que ser do "Pastor fulano", com dicas de moda, culinária, negócios e guia turístico. Hoje temos bíblias para mulheres, para homens, para crianças, para jovens, para velhos, só falta inventarmos a bíblia gay, a bíblia erótica, a bíblia do ladrão, a bíblia do desviado. Bíblias puras não prestam mais. E, mesmo tendo essas bíblias direcionadas, QUASE NINGUÉM AS LÊ! Trazemos rosas para consagrar, rosas murchas para abençoar e virar incenso em casa, sal groso para purificar, arruda para encantar, folhas de oliveira de Israel e água do Rio Jordão (Tietê?) para abençoar, vara de Arão, de Moisés, e sabe lá de quem mais! Voltamos às origens idólatras! Parece o povo de Israel, que, ao morrer um rei justo, emporcalhavam o país com suas idolatrias e prostitutas cultuais. E se alguém ousa ser autêntico, é taxado de retrógrado. Com isso, surgem os terríveis fundamentalistas, que abominam tudo, ou os neopentecostais, que são capazes de transformar a igreja num circo, fazendo o povo rir sem parar ou grunir como animais.

Meu Deus, o que será daqui há alguns anos? Será que teremos que inventar um nome novo para ser evangélico à moda antiga? Parece que batista, assembleiano, presbiteriano, luterano ou metodista não define muita coisa mais! Será que ainda haverá púlpitos que prestem, pastores que pastoreiem, louvores que louvem a Deus? Será que seremos obrigados a usar "piercing" para nos filiarmos a alguma igreja? Será que nossos cultos serão naturistas? Será que ainda haverá Deus em nosso sistema religioso?

É CLARO QUE HÁ EXCEÇÕES! E eu bendigo a Deus porque tenho lutado para ser uma dessas exceções. É claro que o meu querido leitor, pastor, louvador, membro de igreja, missionário, também tem buscado ser exceção. Mas eu não podia deixar de denunciar essa bagunça toda, esse frenesi maligno, esse fogo estranho no altar de Deus! Quando vejo colegas cuspindo no povo, para abençoá-los, quando vejo pastores dizendo ao Espírito Santo "pega! pega! pega!", como se fosse um cachorrinho, quando vejo pastores arrancando miúdos de boi da barriga dos incautos doentes que a eles se submetem, quando vejo um evangelho podre arrastando milhões, quando vejo colegas cobrando dez mil reais mais o hotel, ou metade da oferta da noite, para pregar o evangelho, então eu me humilho diante de Deus, e digo: "Senhor, me proteja, não me deixa ser assim!"

Que Deus tenha piedade de nós.”

Wagner Antonio de AraújoIgreja Batista Boas Novas de Osasco, SP
Av. Internacional, 592 - Jardim Santo Antonio
06126-000 - Osasco - SP - Brasil
Fone: 0xx11 3591-3515
celular do pastor: 0xx11 9699-8633
www.uniaonet.com/bnovas.htm

De volta ao primeiro amor


Dia cheio. Prova  na faculdade. Ônibus lotado e engarrafamento. Ouviu bronca do chefe porque chegou atrasado (de novo) no estágio. Não tem próxima vez - ouviu o cara gordo falar antes de fechar a porta da sala. Daniel tentou dizer alguma coisa, mas era tarde demais. Ônibus lotado de novo para chegar em casa. Depois 1 hora de viagem no R-901, tirou as chaves da casa da sua mochila. Entrou feito um furacão em direção a cozinha. Dan (como era chamado pela família e amigos) abriu as panelas e só encontrou um pedaço de fígado (feito a horas) e um arroz queimado. Tentou engolir mas não desceu. Chegou no quarto e fechou a porta. Ninguém em casa. Todos tinham ido a igreja. Jogou uma camisa preta e um jeans em cima da cama. Olhou pro relógio. Eram 19:45. O culto da quinta-feira já tinha começado. Nunca gostou de chegar atrasado na igreja. Como membro a 5 anos do ministério de louvor, se atrasou pouquíssimas vezes. Tirou o celular do bolso e encontrou uma mensagem do Miguel. "Ei mano, não fui pra aula hoje. Posso tocar no culto. Tua mãe disse que tua ia se atrasar. Paz!"
Quase saiu um Aleluia da boca dele. Estava morto de cansado. Jogou as roupas de volta no armário. E desabou na cama. Foi bem aí que se lembrou do quanto andava seu relacionamento com Deus. Se levantou e deixou cair a bíblia que estava sob o travesseiro. Colocou de volta em cima da cama e deu uma olhada na página aberta. Era Apocalipse. Capítulo dois. Versículo quatro.
"Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor".
A sensação que sentiu foi quase igual a de um soco no estomago. "Deus, o que foi que eu fiz? Por que deixei meu primeiro amor por Ti? Senhor, como foi idiota! Me perdoe!"


Caiu de joelhos no chão. Orou em voz alta com lágrimas rolando por todo seu rosto e soluçando:

"Me perdoe se tudo não era como antes.
Tenho estado distante. Preocupado com a igreja, com o ministério, com minha família, com alguns projetos, com o evangelismo, com a faculdade e tantas e tantas coisas.
É engraçado, embora eu esteja fazendo tua obra, eu me sinto mal por não estar orando como deveria, te buscando como buscava. Sabe, Deus, lembrei agora da frase do meu professor: "Não troque o Deus da obra pela obra de Deus". Eu tenho feito isso, perdão.
Não deixe que eu me acostume com a igreja. Não quero estar com o pensamento na lua enquanto toco para ti.
Não quero me preocupar com a perfeição dos acordes, dos arranjos, dos solos. Não quero me preocupar se estou no ritmo certo da música ou se a guitarra está baixa demais. Não quero ligar se minha camisa está gomada. Não quero me preocupar com meu cabelo. Não quero estar nem aí pras pessoas que me verão chorar. Não vou dar a miníma se o culto acabar mais tarde. Não vou me preocupar com a prova na faculdade no dia seguinte. Eu quero só me abandonar de novo no teu amor, Pai. Só quero que minha adoração seja sincera a ponto de tocar o teu coração. Só quero sentir tua presença de novo e de novo e de novo e nunca me acostumar com isso. Eu quero levar teu amor pra todo mundo. Eu quero viver perto de Ti. Quero estar na tua casa sem também me acostumar. Quero que a cada dia tu me ensine coisas novas. Quero contar meus segredos mais íntimos e meus sonhos mais loucos. Quero viver pra tua glória. Quero descansar em Ti, Deus. Não quero me grilar com coisas passageiras. Quero que minha confiança esteja em Ti. 
Quero ser conhecido como um cara louco por Ti, não como o melhor aluno do meu curso, não como o melhor guitarrista da igreja e não como o melhor filho.
Quero andar por aí e sorrir porque sei que Tu me amas. 
Preciso viver para Ti, Deus e ter um relacionamento melhor contigo.
TE AMO, PAI."

Dan se levantou. Enxugou as lágrimas do seu rosto e sorriu. Era como se todo o cansaço que Ele sentia tivesse passado, como se suas forças estivessem voltando. Pegou sua Tagima verde, sentou-se no chão e fez os primeiros acordes de uma canção que ele nunca tinha terminado, com título que ele mesmo achou estranho depois, De volta ao primeiro amor.

*História baseada em fatos reais.

Camila Bastos."


do Blog "viver nos conformes:

http://vivernosconformes.blogspot.com/2011/09/de-volta-ao-primeiro-amor.html


Acessem nosso album de fotos

Acessem nosso Álbum de Fotos, e vejam os comentários ali...

http://www.flickr.com/adjeremoabo

19 de setembro de 2011

Testemunho de um dizimista fiel

O primeiro bilionário dos EUA disse uma vez numa entrevista:



“Sim, eu dou o dízimo, e gostaria de lhe contar como tudo começou.
Desde criança eu tive que começar a trabalhar para ajudar a minha mãe. Meu primeiro salário era 1,50 dólares por semana.
Depois da primeira semana de trabalho, cheguei em casa com 1,50. Minha mãe, colocando o dinheiro no seu colo, disse-me que ela ficaria muito feliz se eu desse a décima parte daquele dinheiro para o Senhor.
Eu o fiz e, a partir daquela semana, até hoje eu tenho dizimado cada dólar que Deus me confiou.
E eu quero dizer, se eu não tivesse dado o dízimo do primeiro dólar que eu ganhei eu não teria dado o dízimo do primeiro milhão de dólares que eu ganhei.
Diga aos seus leitores que ensinem as crianças a dar o dízimo, e eles vão crescer e ser administradores fiéis do Senhor.”

Ele começou a dar o dízimo ainda quando criança, e se tornou um dos homens mais ricos da história da humanidade através da indústria do petróleo. Ele veio de uma família pobre, e de um pai ausente. Mas a sua mãe o ensinou a lançar uma raiz de fidelidade que, ainda hoje, traz prosperidade para a família Rockefeller

(a fortuna dele, em 1937, quando morreu, era de 760 bilhões de dólares. Ajustados para os dias de hoje, isso é mais que 12 vezes a fortuna de Bill Gates).
Ser fiel no pouco é uma prova de caráter. Antes de dar muito a alguém, você prova o caráter daquela pessoa observando o seu comportamento no pouco.
Assim como Deus deu o petróleo para Rockefeller, Ele quer dar fontes de riquezas para os seus filhos. Há muitos tesouros ainda a serem descobertos, ideias milionárias, oportunidades...
Mas, é claro, Deus os dará aos fiéis e diligentes.

Copiado do blog do amigo Pr. Luiz Leandro

17 de setembro de 2011

Eu o menino cachorro

Eu, o menino e o cachorro...
E eu só reclamava da vida...reclamava da noite porque eu não dormia,reclamava do dia porque eu sofria,reclamava do frio que me gelava a alma,reclamava do calor que me atirava ao desânimo.
Para tudo e para todos eu tinha uma resposta,para a minha derrota eu sempre tinha um culpado,para o meu desamor sempre tinha um "alguém",para tudo uma reclamação, eu era o próprio azedume
Ai de quem me criticasse,que apontasse o erro que eu não enxergava,para tudo tinha que haver um culpado,eu era a vítima do sistema, das pessoas, do mundo,eu sempre fui traído, enganado, sofrido...
Carregava aquela cruz pesada de ódio,e eu só reclamava da vida,seja de noite, seja de dia.
Até quem dia, um menino, desses meninos de rua,me pediu uma ajuda, e eu já estava pronto para ofendê-lo,quando ele pegou na minha mão e arrastou-me,se é que um menino tão pequeno teria essa força.No canto da rua ele me mostrou um cachorro muito sujo,que estava com a pata como que quebrada e cheio de feridas.O menino puxou a minha mão e fez chegar perto do cachorro.Ele olhava pra mim e depois para o cachorro,e falou numa voz que eu não consigo esquecer:- Moço, sara ele pra mim! é o meu melhor amigo.
Não sei porque e nem quero saber, mas eu não aguentei e chorei...Chorei como criança, como quem abre uma torneira,como se uma porta que estava fechada há muito tempo dentro de mim,se abrisse escancaradamente...
O menino não entendeu o meu choro e perguntou:- Ele vai morrer moço? è grave assim...
Despertei do meu choro e agarrei aquele cachorro com muito cuidado. Levei-o até a minha casa, poucos quarteirões dali, e tratei daquele cachorro como se fosse um filho, e o menino, que vivia pelas ruas, foi ficando, e cuidou de mim, curou minhas feridas, antes mesmo de eu curar as feridas do cachorro.
Hoje, não reclamo mais de nada,tudo para mim tem um sentido,tudo é perfeito, até o que dá errado.Faz 16 anos que o menino de rua pegou na minha mão,mudou a minha vida, transformou esse ser.Mostrou-me o caminho do amor,amor que restaura, cura, seca feridas, renova,traz esperança, e esperança é o nome do amor.
E esse menino, que hoje me chama de pai,destranca portas e janelas da minha alma todos os dias,quando segura na minha mão e me agradece por cada coisa tão pequena,os banhos, as roupas, a comida, a escola, a adoção,coisas que muita gente tem e não dá nenhum valor,ele me recompensa com carinho e dedicação.
Hoje é a sua formatura, e eu nem sei o que dizer,sou grato a Deus por ele entrar na minha vida,por quebrantar meu coração,e não largar mais a minha mão.
Hoje eu bendigo a vida.Valorize a sua vida, preencha-a com o amor.
Paulo Roberto Gaefke

13 de setembro de 2011

As 11 regras de Bill Gates

Presumível excerto do discurso de Bill Gates no “MT. Whitney High School” (Visalia - Califórnia) que alguém atribui a um trecho do livro " Dumbing Down our Kids” de Charles Sykes, como sendo uma lista de onze regras que não se aprendem nas Escolas.
Segundo uma das fontes que achei: Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens.

Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero.

Sendo boataria de internet ou não (só 5 minutos? uia), achei interessante postar aqui as famosas regras.


  1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.
  2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.
  3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.
  4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.
  5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.
  6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.
  7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto — adorei essa!
  8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!
  9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.
  10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.
  11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles.

Visão de Criança x Visão de Adulto

Éramos a única família no restaurante com uma criança.

Eu coloquei Daniel numa cadeira para crianças e notei que todos estavam tranqüilos, comendo e conversando.

De repente, Daniel gritou animado, dizendo: 'Olá, amigo!', batendo na mesa com suas mãozinhas gordas.

Seus olhos estavam bem abertos pela admiração e sua boca mostrava a falta de dentes.

Com muita satisfação, ele ria, se retorcendo.

Eu olhei em volta e vi a razão de seu contentamento.

Era um homem andrajoso, com um casaco jogado nos ombros, sujo, engordurado e rasgado.

Suas calças eram trapos com as costuras abertas até a metade e seus dedos apareciam através do que foram, um dia, os sapatos.

Sua camisa estava suja e seu cabelo não havia sido penteado por muito tempo.

Seu nariz tinha tantas veias que parecia um mapa.

Estávamos um pouco longe dele para sentir seu cheiro, mas asseguro que cheirava mal.

Suas mãos começaram a se mexer para saudar..

'Olá, neném. Como está você?', disse o homem a Daniel.

Minha esposa e eu nos olhamos:

'Que faremos?'.

Daniel continuou rindo e respondeu, 'Olá, olá,amigo'.

Todos no restaurante nos olharam e logo se viraram para o mendigo.

O velho sujo estava incomodando nosso lindo filho.

Trouxeram a comida e o homem começou a falar com o nosso filho como um bebê.

Ninguém acreditava que o que o homem estava fazendo era simpático.

Obviamente, ele estava bêbado.

Minha esposa e eu estávamos envergonhados.

Comemos em silêncio; menos Daniel que estava super inquieto e mostrando todo o seu repertório ao desconhecido, a quem conquistava com suas criancices.

Finalmente, terminamos de comer e nos dirigimos à porta.

Minha esposa foi pagar a conta e eu lhe disse que nos encontraríamos no Estacionamento.

O velho se encontrava muito perto DA porta de saída.

'Deus meu, ajuda-me a sair daqui antes que este louco fale com Daniel', disse orando, enquanto caminhava perto do homem.

Estufei um pouco o peito, tratando de sair sem respirar nem um pouco do AR que ele pudesse estar exalando.

Enquanto eu fazia isto, Daniel se voltou rapidamente na direção onde estava o velho e estendeu seus braços na posição de 'carrega-me'..

Antes que eu pudesse impedir, Daniel se jogou dos meus braços para os braços do homem.

Rapidamente, o velho fedorento e o menino consumaram sua relação de amor.

Daniel, num ato de total confiança, amor e submissão, recostou sua cabeça no ombro do desconhecido.

O homem fechou os olhos e pude ver lágrimas correndo por sua face.

Suas velhas e maltratadas mãos, cheias de cicatrizes, dor e trabalho duro, suave, muito suavemente, acariciavam as costas de Daniel.

Nunca dois seres haviam se amado tão profundamente em tão pouco tempo.

Eu me detive, aterrado. O velho homem, com Daniel em seus braços, por um momento abriu seus olhos e olhando diretamente nos meus, me disse com voz forte e segura:

'Cuide deste menino'.

De alguma maneira, com um imenso nó na garganta, eu respondi: 'Assim o farei'.

Ele afastou Daniel de seu peito, lentamente, como se sentisse uma dor.

Peguei meu filho e o velho homem me disse:

'Deus o abençoe, senhor. Você me deu um presente maravilhoso'.

Não pude dizer mais que um entrecortado 'obrigado'.

Com Daniel nos meus braços, caminhei rapidamente até o carro.
Minha esposa perguntava por que eu estava chorando e segurando Daniel tão fortemente, e por que estava dizendo:

'Deus meu, Deus meu, me perdoe'.

Eu acabava de presenciar o amor de Cristo através da inocência de um pequeno menino que não viu pecado, que não fez nenhum juízo; um menino que viu uma alma e uns adultos que viram um montão de roupa suja.

Eu fui um cristão cego carregando um menino que não o era.

Eu senti que Deus estava me perguntando:

'Estás disposto a dividir seu filho por um momento?', quando Ele
Compartilhou Seu Filho por toda a eternidade..

O velho andrajoso, inconscientemente, me recordou:

Eu asseguro que aquele que não aceite o reino de Deus como um
Menino, não entrará nele.' (Lucas 18:17).

Apenas repita esta frase e verá como Deus se move:

'Senhor Jesus Cristo, te amo e te necessito, entre em meu coração, por favor'.

Passe esta mensagem a algumas pessoas especiais.

Não porque você receberá um milagre amanhã..

Mas porque você recebe o milagre todos os dias...

O milagre de estar vivo!!

29 de agosto de 2011

VigÍlia do Amor

Vem aí
VIGÍLIA DO AMOR
Dia 06 de Setembro, próxima terça-feira, véspera de Feriado...


Deus estará presente, enchendo os corações de paz!


Venha também se alegrá no Senhor...
Ore, divulgue, participe...


Preletor: Pr. Elton Freitas
Louvor: Todos os Levitas de nossa Igreja + 
Banda da Assembleia de Deus de Fátima 


Participe, traga um quilo de alimento para nosso departamento de Ação Social!

Fotos do Congresso Shalom Adonay

As fotos do 1º Congresso Shalom Adonay já estão disponíveis, para acessar clique aqui
http://www.flickr.com/photos/adjeremoabo

Divulguem...

22 de agosto de 2011

Novelas fazem mal à saude - do Casamento


Novelas fazem mal à saúde -- do casamento

Além das bobagens de sempre, agora as pesquisas apontam uma novidade nas novelas, se é que não sabíamos: onde chega o sinal da Globo, aumenta o número de separações. Não é preciso ser um gênio para perceber como as novelas tratam o casamento, as relações pessoais e, especialmente, os valores cristãos.


A novidade está na pesquisa dirigida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e sugere uma ligação entre as novelas da Globo e um aumento no número de divórcios no Brasil nas últimas décadas. Publicada pela BBC.com, a pesquisa leva em conta os censos dos anos 70, 80 e 90 e o alcance da TV Globo em todo o país. Para os autores, Alberto Chong e Eliana La Ferrara, “a parcela de mulheres que se separaram ou se divorciaram aumenta significativamente depois que o sinal da Globo se torna disponível”.


Não parece história da carochinha, como é o caso dos dramalhões. Foram analisadas 115 novelas transmitidas pela Globo entre 1965 e 1999. Nelas, 62% das principais personagens femininas não tinham filhos e 26% eram infiéis a seus parceiros.


Não conheço a alma feminina. Mas desconfio que, quando os homens se acham frouxos, pobres ou incompetentes ao assistirem aos “modelos” de virilidade e sucesso da espécie masculina apresentados na tela, as mulheres também se descabelam. Não se sentiriam elas gordas, mal-amadas e incompletas ao verem no “espelho das 8” aquela mistura de “barbie” e mulher-fatal, uma espécie vencedora-sem-estrias e que nunca fica velha? Não há casamento que resista, se esse é o alimento diário.




Leia o livro
Como se Livrar de Um Mau Casamento, Carlos “Catito” Grzybowski

11 de agosto de 2011

Cantor Marcos Antonio em Jeremoabo?

Estamos para fechar contrato e promover um Show Gospel com o cantor Marcos Antonio...
Será aqui em Jeremoabo, em local indefinido.
Data: 26 de Novembro de 2011.
Objetivo: Arrecadar recursos para construção das salas para Escola Bíblica em nosso templo sede.

Orem para que tudo dê certo... Jesus está no controle!!!


31 de julho de 2011

Posse Pr ANTONIO OLIVEIRA SILVA em Pedro Alexandre

Nesta segunda-feira, 25/07/2011, aconteceu o culto de transição da presidência da Assembleia de Deus em Jeremoabo. O Pr. Aloisio Gonçalves agradeceu à Igreja os cuidados para com ele e sua família e desejou bem vindo ao Pr. Antonio Oliveira Silva...

A cerimônia de transição foi dirigida pelo Pr. Pedro Santa Inês, da AD Jeremoabo, representante da CEADEB...























Atualizado em 31/07/2011, Comentários:

Adeilson deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Posse Pr ANTONIO OLIVEIRA SILVA em Pedro Alexandre...": 

A Assembléia de Deus em Pedro Alexandre, esta de Parabéns, pois irão contar com um home de Deus, com muita visão voltada para o conhecimento da obra.

Recebam este amado pastor com muito carinho, pois e homem de Deus, e vai com certeza lutar ao lado de cada grupo, Senhoras, senhores banda mocidade, em fim todos que precisarem do seu apoio.

Atenciosamente,
Adeilson, Vice-lide da mocidade e diretor da banda Oásis em Teofilândia – BA. 


x.x..x.x.x

Adeilson deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Posse Pr ANTONIO OLIVEIRA SILVA em Pedro Alexandre...":

Aviso,
Irmãos de Jeremoabo, Pedro Alexandre e cidades circulo vizinhas, quando quiserem saber noticias do Pastor Aloísio + Eventos em Teofilandia e região, visitem o site em construção, www.assembleia-teofilandia.com.br, divulgem e obrigado.

Atenciosamente,

Adeilson 

28 de julho de 2011

Recomendação Essencial aos Jovens

Para todos os jovens, acesso obrigatório para aqueles que viver a eternidade ao lado de Jesus.

www.euescolhiesperar.com.br 
www.naomordamaca.com.br


"Eu escolhi esperar" e "Não Morda Maçã" são sites voltados para jovens e como viver o namoro como um cristão autêntico..

23 de julho de 2011

Como Posso Criar um Criminoso?

Como posso criar um criminoso?

A Bíblia nos ensina em Provérbios 22.6: "Ensina a criança no caminho que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele." A chefia de polícia de Houston, Texas (EUA), publicou as seguintes diretrizes irônicas sobre a educação de filhos:

Como posso conduzir meu filho a caminhos errados?

  1. Desde pequeno, dê ao seu filho tudo que ele deseja.
  2. Ache graça quando seu filho disser palavrões, pois assim ele ficará convencido da sua originalidade.
  3. Não lhe dê orientação espiritual. Espere que ele mesmo escolha "sua religião" depois dos 21 anos de idade.
  4. Nunca lhe diga que ele fez algo errado, pois isso poderia deixá-lo com complexo de culpa.
  5. Deixe que seu filho leia o que quiser... A louça deve ser esterilizada, mas o espírito dele pode ser alimentado com lixo.
  6. Arrume pacientemente tudo que ele deixar jogado: livros, sapatos, meias. Coloque tudo em seu lugar. Assim ele se acostumará a transferir a responsabilidade sempre para os outros.
  7. Discuta freqüentemente diante dele, para que mais tarde ele não fique chocado quando a família se desestruturar.
  8. Dê-lhe tudo em comida, bebida e conforto que o coração dele desejar. Leia cada desejo nos seus olhos! Recusas poderiam ter perigosas frustrações por conseqüência.
  9. Defenda-o sempre contra os vizinhos, professores e a polícia; todos têm algo contra seu filho!
  10. Prepare-se para uma vida sem alegrias – pois é exatamente isso que o espera!
Quem "educar" seus filhos dessa maneira, realmente deve esperar anos difíceis, pois a Bíblia diz em Provérbios 29.15b: "...a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe". Aquele, entretanto, que seguir a Palavra de Deus na educação, experimentará o que diz Provérbios 29.17: "Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma." (Norbert Lieth - http://www.chamada.com.br)

Feliz Metade do Ano

Recebi estas imagens num e-mail do Pr. Wolmar Alcântara, presidente da AD Lauro de Freitas-BA, com felicitações pelo transcurso do 1º Semestre do Ano e desejando sucesso no segundo, ao qual já adentramos...

Para nós tem um significado todo especial, pois o 1º semestre de 2011 é também nosso primeiro aqui em Jeremoabo, por isso, quero agradecer a todos vocês, em meu nome e no nome de minha família, e compartilhar esta mensagem com todos...




















22 de julho de 2011

Igreja do Kansas tem música e oração 24 horas por dia

EUA: Igreja no Kansas tem orações e música 24 horas por dia

Fundada há 12 anos, Casa Internacional de Oração ganha cada vez mais adeptos e se torna movimento cristão no país

The New York Times | 14/07/2011 08:01


A música de adoração é tocada por bandas ao vivo, sem pausa, dia e noite, desde maio de 1999. Vozes chamando por Jesus ou rogando a Deus para ajudar vítimas do furacão ou fazer passar no Congresso a proibição do aborto são ouvidas em um auditório que é o coração físico e espiritual da Casa Internacional de Oração, um ministério cristão que está rapidamente se tornando um movimento.
Fundada há 12 anos por Mike Bickle, um pastor evangélico autodidata, com um grupo de 20 fiéis, a Casa Internacional de Oração, localizada em um shopping center antigo do Kansas, hoje atrai dezenas de milhares de fiéis para suas reuniões.

Foto: The New York Times
Alguns dos frequentadores, como Beau Million, viaja algumas vezes por ano para a semana de orações do ministério
Um quadro totalmente dedicado de 1 mil funcionários, chamados de missionários, desistiram de suas carreiras para se mudar para o local, vivendo de doações e passando várias horas por dia na sala de oração para deleitar-se com o que eles descrevem como uma comunicação direta com Deus.
Outros mil estudantes frequentam a escola bíblica adjacente, preparando-se para espalhar essa marca fervorosa do cristianismo.
A sala de oração sempre cheia e a comunidade devota crescendo em torno dela estão no epicentro de uma rede nacional pouco conhecida, mas em expansão: dezenas de grupos que estão praticando a oração perpétua de uma forma raramente vista na América moderna, disse Marcus Yoars, editor da revista evangélica Carisma.
Bickle recebeu elogios de muitos evangélicos, mas também tem sido criticado por alguns pastores pelo que eles descrevem como uma teologia não-ortodoxa e atmosfera de culto - acusações de que Bickle rejeita.
Mas muitos jovens seguidores disseram ter sido atraídos pela sensação de comunhão com Deus e de ter dado pouca atenção a questões como essas.
Os funcionários e alunos aqui são obrigados a passar pelo menos 25 horas por semana na sala de oração, e eles também fazem jejum semanal por um dia ou mais. A adoração contínua, segundo Bickle, afeta eventos do mundo real, enfraquecendo os demônios e fortalecendo os anjos que giram entre nós. Mais importante, diz ele, os encantamentos, multiplicados em todo o mundo, podem ajudar a acelerar a chegada do tão esperado dia do juízo final.
A Casa Internacional de Oração é "um exemplo importante" da proliferação das igrejas carismáticas, disse Catherine C. Bowler, historiadora religiosa da Escola de Teologia da Universidade de Duke.
De megaigrejas com dezenas de milhares de membros aos ministérios mais intensos e incomuns, como os de Bickle, essas igrejas, que praticam a cura pela fé e da canalização do espírito, constituem um dos segmentos de mais rápido crescimento no cristianismo americano, atraindo milhões de seguidores.
*Por Erik Eckholm

19 de julho de 2011

Ação e Reação à Luz da Bíblia

1 Sm. 2:30

3ª Lei de Newton – “se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo B, receberá deste uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto à força que A aplicou em B”
As leis do Universo foram instituídas por Deus e Ele as usa no trato com os homens

João 3:18 – Ação: Crer / Reação: Não condenação
João 15:7 – A: Estando nEle e pediro que quiser / R: Tudo será feito

Tg. 4:3; 2 Co. 9:6; Gl 6:7-8; Mc. 9:23; Os. 8:7; Mt. 6:12; Lc. 7:47

“Não se engane. Deus não está ao meu lado se meu coração guarda ódio e rancor.”

“Como não é de hoje a fricção entre nora e sogra, conta-se que certa nora estava desgastada com sua sogra. Neste ínterim, soube que não longe de sua região, morava um Sábio, que poderia resolver sua situação. Chegando lá, abriu seu coração sobre o desejo de matar sua sogra. O Sábio disse que tinha um veneno que poderia resolver seu problema, se fosse colocado todos os dias na comida de sua sogra. A nora encantada aceitou. Porém, o Sábio disse: tem uma condição. Você terá que presenteá-la todos os dias, a contar de hoje, para que ninguém perceba que você foi quem cometeu o assassinato. Disposta a colocar um ponto final na situação, retirou-se e o fez como ordenado. Passados longos três meses, a nora retorna a casa do Sábio e diz: - Sábio, tenho realizado o que me pediu todos os dias, mas até hoje a minha sogra não veio falecer! Porém, depois que comecei presenteá-la todos os dias, nos tornamos melhores amigas, e sabe de uma coisa? Não quero mais que ela morra! Então, o Sábio olha para ela e diz: - Essa era a intenção! Não havia veneno naquele refil. Eu desejava ensinar você que tudo que semeamos, também colhemos! Você a partir daquele momento começou a semeou amor, e colheu amor!”

17 de julho de 2011

Quem fez isto?

Sir Isaac Newton tinha um amigo que, como ele, era um grande cientista. A grande diferença era que este amigo era ateu, enquanto Newton era um dedicado e devoto crente. Embora sempre travassem batalhas acerca da existência e natureza de Deus, o mútuo interesse deles pela ciência os aproximava. Newton fez com que um mecânico muito habilidoso lhe fabricasse uma miniatura réplica do nosso sistema solar. No centro estava uma grande bola folheada a ouro, representando o sol; girando ao redor dela, fixadas nas pontas de braços de vários comprimentos, estavam bolinhas menores, representando Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter e Saturno, na ordem e nas distâncias apropriadas. Todas as bolas eram de tal forma ligadas entre si, através de complexos mecanismos de engrenagens e de correias, que se moviam em perfeita harmonia ao se girar uma manivela. Um dia, estando Newton lendo em seu estúdio, com seu mecanismo sobre uma grande mesa perto de si, seu amigo entrou. Ele era cientista bastante para reconhecer, num relance, o que estava diante dele. Apressando-se para lá, lentamente girou a manivela e, com indisfarçável admiração, viu todos os corpos celestiais se moverem em suas apropriadas órbitas e velocidades relativas. Afastando-se uns poucos metros, exclamou: “Caramba! Quem fez esta coisa, tão maravilhosa?”

Sem levantar os olhos de seu livro, Newton respondeu: "Ninguém!" Rapidamente, voltando-se para Newton, o ateu disse: "Evidentemente, você não entendeu minha pergunta. Eu perguntei: quem fez este maravilhoso mecanismo?” Levantando os olhos, Newton solenemente lhe assegurou que ninguém o tinha feito, mas que apenas tinha acontecido que, por acaso, a matéria (que o ateu tão fortemente admirava) tinha se agregado na forma do mecanismo. A isto, o atônito ateu replicou com certa raiva: “Você deve pensar que sou louco! Claro que alguém fez isto, ele é um gênio, e eu gostaria de saber quem é ele”.

Deixando seu livro de lado, Newton levantou-se, colocou uma mão no ombro de seu amigo, e disse: ”Este mecanismo não é senão uma ínfima imitação de um sistema muito mais grandioso, cujas leis você conhece. Ora, eu não sou capaz de convencê-lo de que este mero brinquedo existe sem um projetista e fabricador; ainda assim, você professa crer que o maravilhoso original (do qual eu grosseiramente copiei e imitei um aspecto do projeto) veio a existir sem ter projetista e sem ter fabricador! Agora, diga-me, por qual tipo de raciocínio você chega a uma conclusão tão absurda?” O ateu foi imediatamente convencido e tornou-se um firme crente de que ”Jeová, Ele é o Deus”. (1Re 18:39).

”No princípio criou Deus os céus e a terra”. (Gên 1:1)

”E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas”. 
(Gên 1:16)

”Seu é o mar, e ele o fez, e as suas mãos formaram a terra seca.” 
(Sal 95:5)

”5 Bem-aventurado aquele ... cuja esperança está posta no SENHOR seu Deus. 6 O que fez os céus e a terra, o mar e tudo quanto há neles, e o que guarda a verdade para sempre;” 
(Sal 146:5-6)

”E ele lhes disse:… temo ao SENHOR, o Deus do céu, que fez o mar e a terra seca.” 
(Jon 1:9)

”3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.” 
(Joã 1:3-4)

24 O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos ... 30 Mas 
Deus... anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; 31 Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos(Atos 17:24-31)
Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece. (Joã 3:36)


Autor: E. L. Bynum, Pastor, Tract # D-504, Tabernacle Baptist Church
PO Box 3100, 1911 34th St., Lubbock, TX 79452

Tradução e adaptação: Valdenira Nunes de M. Silva, 2002.

12 de julho de 2011

Santidade essencial à salvação

Santidade essencial à Salvação
Hb. 12:1-14

O que é Pecado?
• é errar o alvo de Deus
Davi adulterou com Bate Seba e assassinou Urias
Chorou, se arrependeu, Deus o perdoou, acolheu.
Seu filho bastardo morreu.
Os filhos se rebelaram contra ele.
Tamara sua filha, foi estuprada pelo próprio irmão
e a casa de Davi foi amaldiçoada pela rebelião de seus filhos.

Não se pode brincar com o pecado.

O que é Santidade ?
• Atitude - interior - Is. 29:13
• Mudança dos velhos hábitos - Ef. 4:22
• Contínua negação aos desejos pecaminosos - 2 Tm. 2:22
• Incessante luta pela pureza espiritual - 2 Tm. 2:21
• Vitória do espírito sobre a carne - Rm. 6:23

Mude sua atitude
Mt. 5:16, Jó 42:5, Salmo 51:4, João 17:3

• Como está o seu relacionamento com Deus?
• Você tem a verdadeira paz que lhe permite está com Deus?
• O Espírito Santo mora dentro de você o faz ter uma vida diferente?
• Se você morrer agora vai morar com Cristo?
• Você tem feito algo errado na sua vida que está querendo consertar?
• Você tem feito algo na sua vida que não está querendo consertar?
• Você tem mágoa de alguém que lhe feriu e não quer perdoar?
• Há pecados em sua vida que você nunca confessou a Deus?
• Há algum pecado, que você sabe que é pecado em sua vida, que você luta para vencer, se esforça e não consegue?
• Jovem, a sua maneira de namorar mudou?
• Você já acusou ou acusa alguém de santarrão, por levar uma vida reta e santa diante de Deus?


A mensagem foi uma bênção... O Verbo corrigiu seus Santos. Aleluias!